Sobre a aventura da vida

De salto em salto, ela percebeu que o frio na barriga de uma queda livre nem se compara ao de olhar alguém nos olhos e dizer “eu te amo” sem saber o que vai ouvir de volta. Aprendeu que radical mesmo é falar o que sente, assumir suas fraquezas e pedir ajuda. Coragem de fato é se arriscar a fazer o que o coração pede, sem nenhuma garantia do resultado. É se entregar por inteiro à aventura vida!

O mundo está ao contrário e ninguém reparou!

Pense no sensor de ré do carro, que começa a apitar de forma leve. Pi… pi... pi… Mas a música está muito alta e você nem consegue ouvir e continua indo rumo à parede. Até que o sensor entende que o risco de colisão é iminente e vira aquele pipipipipi impossível de ignorar. E aí você pode pisar no freio e evitar o desastre ou continuar o que está fazendo e bater na parede. O corona vírus pode ser a parede ou o sensor de ré. Pode ser o fim do mundo ou o alarme que soa e nos faz acordar a tempo de evitá-lo. E isso vai depender de cada um de nós aprender a parar de culpar "o outro" e assumir a responsabilidade que nos cabe nesse caos! 

Sobre o ridículo – medo de fantasmas

Quando eu era criança, eu não tinha medo de fantasmas. Mas, à medida que fui crescendo, comecei a acreditar neles. Um que muito me assombrou foi o fantasma do ridículo. Diz o dicionário que “fantasma” é “uma imagem ou visão quimérica e assustadora”. “Ridículo” é aquilo “que provoca riso, escárnio ou zombaria”. E o medo … Continue reading Sobre o ridículo – medo de fantasmas

Quando um ego 7 leva a consciência para passear

Paula Coury Tudo está bem quando, de repente, me vem aquele sentimento já bastante familiar que costumo chamar de "fogo no rabo". Volta e meia ele aparece "do nada". Depois de alguns anos nessa caminhada de autoconhecimento com Eneagrama já consigo ter consciência de que isso é minha personalidade 7 em ação. Ainda assim, nem … Continue reading Quando um ego 7 leva a consciência para passear