Casa de vó

De onde eu venho, trem bão é coisa boa. E coisa boa é casa de vó, né não? Pode ser no almoço de domingo ou nas férias de verão. Na fazenda ou na cidade. E pouco importa a nossa idade… porque o tempo passa, muita coisa muda, mas o aconchego da casa da vó continua igual. Também pudera… um lugar só reunindo tanta lembrança especial!

Coisa boa era reencontrar os primos nas férias, virar noites contando as aventuras de todo um ano e compartilhando o brigadeiro ainda quente, direto da panela. Jogar baralho, pular amarelinha e brincar de gato-mia. Miau. Coisa boa era apostar para ver quem subia na árvore mais alta do quintal, comer jabuticaba direto do pé e brincar de amigo secreto no Natal.

Se com tanta tecnologia ainda não se inventou maneira de voltar à infância, pelo menos ainda existem esses espaços que acordam a nossa criança. E nos levam de volta àquela época boa em que a gente se ocupava mais de viver, que de fazer planos. Em que sempre era hora para um show de talentos sem nenhuma inibição (às vezes sem muito talento também, mas sem repressão!).

Passam os anos, os desafios da vida vão se apresentando, mas casa de vó é sempre um alento. Tem aquele cheiro gostoso de café coado na hora e o gosto doce de um tempo que não volta mais. Mas que tampouco se vai, porque faz parte de quem nos tornamos, uai!

4 thoughts on “Casa de vó

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s