O mundo está ao contrário e ninguém reparou!

covid

Não, não estou falando desses últimos dias de quarentena mundial. Estou falando do modo de vida que hoje nos coloca diante disso. Que nos encerra em nossas preocupações egoístas e imediatistas. Que nos faz acreditar que coisas valem mais do que pessoas. Que a natureza está aqui para nos servir e que pode ser tratada como algo descartável, desde que tenhamos lucro, agora.
 
Há muito, o mundo vem tentando nos dar sinais de que as coisas não podem seguir por esse rumo, mas ignoramos solenemente. Mais uma barragem se rompeu. É terrível, mas não é comigo. Mais um terremoto, um tsunami, um tiroteio, uma pessoa que morreu de desnutrição ou afogada tentando fugir de uma guerra. Tudo isso me choca, mas não é comigo.
 
Em meio a crescentes desafios globais, seguimos acreditando que aquilo que acontece “ao outro” não nos afeta. Seguimos buscando soluções individuais para desafios coletivos. Perdemos completamente a noção de coletividade. Só enxergamos o outro para projetar nele a culpa por todas essas coisas terríveis “que não têm nada a ver comigo”. E quando a culpa é sempre “do outro”, a responsabilidade não é de ninguém.
 
E então a vida (destino, Deus, universo, como quiser chamar) nos apronta uma dessas… Uma nova epidemia surge na China. É terrível, mas não é comigo. Ela agora está na Itália, em São Paulo, no Palácio do Planalto. Mas nada disso é comigo. E se fosse comigo seria só uma gripe, então tudo bem. Até que passa a ser a comigo e não está nada bem. Terror e pânico. Mas é só eu me cuidar para não me contaminar, lavar a mão o tempo inteiro, comprar álcool 70, me trancar em casa, só sair de máscara, estocar comida para dois meses e tudo bem.
 
Existem excelentes soluções individuais, então por quê o pânico só faz aumentar? Porque o problema não é individual, é coletivo! E se não aprendermos essa lição AGORA, temos, sim, uma catástrofe iminente. Mas se o fizermos, podemos, não só evitar a catástrofe, como sair fortalecidos dela – enquanto indivíduos e enquanto humanidade.
 
Pense no sensor de ré do carro, que começa a apitar de forma leve. Pi… pi… pi… Mas a música está muito alta e você nem consegue ouvir e continua indo rumo à parede. Até que o sensor entende que o risco de colisão é iminente e vira aquele pipipipipi impossível de ignorar. E aí você pode pisar no freio e evitar o desastre ou continuar o que está fazendo e bater na parede. O corona vírus pode ser a parede ou o sensor de ré. Pode ser o fim do mundo ou o alarme que soa e nos faz acordar a tempo de evitá-lo. E isso vai depender de cada um de nós aprender a parar de culpar “o outro” e assumir a responsabilidade que nos cabe nesse caos!
 
 
*
P.s: Uma dica do que assistir nesse momento? O episódio “A Próxima Pandemia” da segunda temporada da série “Explicando”, do Netflix (de novembro de 2019!). O início pode parecer assustador, mas sugiro que você continue assistindo para conseguir colocar em perspectiva histórica tudo o que está acontecendo agora. Ao final do filme, a minha sensação foi a de que o Covid-19 é EXATAMENTE o alarme de que precisávamos nesse momento para evitar que o mundo continue andando de ré até bater na parede. É um vírus extremamente contagioso, sem ser intrinsecamente letal.
 
Basta ver o exemplo do que está acontecendo na Alemanha: letalidade baixíssima, pois os casos mais graves têm acesso ao tratamento necessário. Se cada um de nós (como indivíduos, autoridades, empresários, etc.) fizer a sua parte, podemos garantir que o resto do mundo, que não tem um sistema de saúde alemão, também seja capaz de garantir tratamento aos casos mais graves, reduzindo muito o custo humano dessa crise. Se conseguirmos fazer isso, certamente sairemos fortalecidos como humanidade!

One thought on “O mundo está ao contrário e ninguém reparou!

  1. Sem duvidas a humanidade vem caminhando de conflitos pontuais para um global . Sem duvidas esta pandemia vem nos impor reflexões .e atitudes ….. importantes como estas descritas em seu texto.
    É preciso parar !! mudar o olhar !
    🙏.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s