(Nem tão) de repente 30!

IMG_7489.jpg

Com 20 anos eu adorava fazer planos, mas tinha medo de sonhar. Perdia horas de sono calculando os próximos passos, o próximo destino. Traçava todos os cenários possíveis como se, assim, nada pudesse acontecer fora do planejado. A vida ria da minha cara, tentando me ensinar – ora com mais drama, ora com menos – que as coisas não são bem assim.

Eu queria conhecer o mundo, sem perceber que mal conhecia a mim mesma. Desisti das malas gigantes, quando me dei conta que o que mais pesava eram as expectativas que eu carregava sem nem saber que não eram minhas. Deixei-as rolar escada abaixo e pude respirar, aliviada.

Eu andava por aí querendo salvar o mundo. Me colocava em situações arriscadas e quebrava a cara. Até que entendi que, se fosse para salvar algo, tinham que ser as partes mais frágeis em mim. Só eu poderia fazê-lo.

Achava que ter coragem era sinônimo de fechar as malas e partir, sem olhar para trás. Aprendi que coragem muito maior é abrir as feridas e sentir. Olhar para dentro. Acolher e deixar doer, até curar.

Compreendi que só coração partido consegue se abrir. E só coração aberto faz a vida pulsar. E que juntar os pedaços é a melhor forma de me tornar mais inteira, resgatando partes minhas que estavam projetadas no outro.

Aprendi que, na viagem da vida, mais vale ter uma bússola, do que um GPS. Calcular rotas exatas pode ser uma ilusão bem confortável. Nem por isso deixa de ser ilusão.

Descobri que sempre escolhemos nossos companheiros de viagem, inclusive aqueles que mais nos incomodam. E que o mais importante não é aonde vamos chegar, mas o quanto conseguimos aproveitar e aprender no caminho.

Minha avó sempre reclama que “ficar velho não presta, não”. Mas, se completar décadas não é garantia de amadurecimento, tampouco precisa ser sentença de envelhecimento. A gente não envelhece com o passar do tempo. Envelhece quando desiste de aprender, quando se fecha para o novo e quando perde a habilidade de se encantar com a vida… seja aos 20, aos 50 ou aos 90 anos!

3 Comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s