“Não é você, sou eu.”

“Não é você, sou eu.”
ele terminou sem dizer aquelas palavras
mas chorei, porque sabia
que o amor que pensei ter encontrado nele
dali não poderia vir.
 
“Não é você, sou eu.”
a decisão dele doía
mas nem culpá-lo eu podia.
O abandono acontecera muito tempo antes
quando me deixei convencer pelo mundo
que não merecia ser amada.
 
“Não é você, sou eu.”
sempre fui eu….
mas precisei de tantos vocês para entender isso!
 
tantos vocês indisponíveis
tantos vocês que (não) me amaram, como eu (não) me amava
que (não) me respeitaram, como eu (não) me respeitava
como esperar receber do outro o que não damos a nós mesmos?
 
Agora tudo mudou
ou nem tudo.
afinal, continua não sendo você
Sou eu…
 
Sou eu que estou inteira
e escolho com quais vocês compartilho meu sorriso
não basta chegar e querer morar nele, não!
que já está ocupado
da melhor forma que poderia:
nele agora habita um amor próprio
que não vai se mudar para viver de aluguel em sorrisos alheios.
 
“Não é você, sou eu”.
e isso não poderia ser melhor…
sou eu
sou(l) ❤
 
images

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s